domingo, 10 de maio de 2009

Dia das mães

6 comentários:

betina moraes disse...

...parece alguém que eu conheço...


um beijo!

BAR DO BARDO disse...

oi, chiquinha.

quando eu era criança fazia igualzinho.

beijo.

Chiquinha Chicória disse...

Betina querida,


Pra mim não havia coisa mais fascinante do a que a caixinha com tampa arredondada, tipo baú de pirata, toda lisa, com uma dama na tampa (que você fez na escola para o dia das mães!) onde nossa mãe guardava os colares. Junto com a outra, de ladrilho de flor, toda de feltro verde por dentro...



Bardo querido,


É, eu sei.
Fiz este post quando minha irmã estava lendo em voz alta para mim, seu escrito sobre isso. Me identifiquei e resgatei uma imagem que já havia salvo no meu computador para me lembrar da minha infância.

Pode-se dizer que é em sua homenagem, por me resgatar uma lembrança, neste dia de saudade.

Um beijo e obrigada.

Maricotinha disse...

Sinto algo em mim que vem de dentro de ti...

Ana Felipa disse...

Não vais escrever mais nada?
Ando à espera dos teus mimos delicados e das tuas palavras inteligentes.


Um forte abraço, dos amigos de Porto e da Cia dos A. de Lisboa.

BAR DO BARDO disse...

Li apenas agora o seu comentário. Tô pasmado!